fbpx

Alguns carnavais ao redor do mundo

Faz um mês que o carnaval invadiu nossos corpos e corações… e por aqui já estamos com saudades!
No Brasil, o Carnaval surgiu no período colonial, e embora seja uma invenção europeia, as festas eram praticadas pelos escravos e tinham bastante influência africana em suas músicas e nos instrumentos utilizados. Depois, surgiram os cordões, ranchos e as escolas de samba.
Com o passar do tempo incluímos na nossa comemoração muitas influências de países latinos e africanos. Quer saber um pouquinho de como o carnaval é comemorado ao redor do mundo? Confira aqui:

África do Sul:

Na África do Sul o carnaval é um ato pela diversidade e contra os preconceitos, com carros alegóricos e fantasias e atrai milhares de pessoas do mundo todo. Um dos mais famosos do país é o carnaval da Cidade do Cabo.

Guiné Bissau:

Fronteira com o Senegal, Guiné é conhecida pelo carnaval que dura 3 semanas em fevereiro, é uma mistura onde se comemora a união de todas as etnias do país e suas diferenças culturais.

Colômbia:

Considerado patrimônio intangível da humanidade pela UNESCO, o carnaval de Barranquilla é um dos mais antigos carnavais da América Latina. Possui uma mistura das culturas europeia, africana e indígena e assemelha-se aos desfiles de rua do Brasil.

Argentina:

Os fins de semana da cidade de Gualeguaychú, na Argentina, ficam definitivamente mais animados em janeiro e fevereiro, pois são dedicados ao carnaval da cidade. Os desfiles estão entre os melhores do mundo e contam com figurinos de alta qualidade e coreografia sincronizada com os diversos carros alegóricos, lá as pessoas se inspiram em personagens do teatro popular italiano, como a Colombina e o Pierrô.

Uruguai:

O carnaval do Uruguai é considerado o mais longo do mundo, com 40 dias de desfiles e apresentações nas ruas durante fevereiro e março. Além dos ritmos tradicionais da região, como o “candombe” e a “murga”, há também escolas de samba que desfilam pela cidade.

Quer falar com o mundo e descobrir novas referências culturais? Continue nos acompanhando 🙂

Gabriella Bueno e Maiara Molinas, Voluntárias de Comunicação do Abraço
2019-05-07T17:19:20-03:00